Luar da Namorosa

A música alentejana, o cante, bem como outras formas de música populares na região, têm a sua origem no povo que canta, assim como numa realidade social e económica que lhe deu razão de existir. Novos tempos e uma nova realidade justificam a procura de novos caminhos que permitam a perpetuação da cultura alentejana, sob novos formatos, que permitam investigar novos processos e perspectivas que transformem o cante de hoje na tradição de amanhã.

Alentejano de Castro Verde, mas também músico do mundo, Manuel Ferraz, guitarrista com vastos recursos técnicos, propõe-se mostrar a sua interpretação contemporânea sobre música do Alentejo, e nomeadamente, sobre muitas das modas que povoam o cante tradicional alentejano. Para isso, com a direção de vozes de Nuno do Ó, convocou os cantadores do Luar, que em conjunto com os instrumentistas do grupo encarnam a contemporaneidade deste projeto e vêm assim retratar o vasto e riquíssimo cancioneiro alentejano, abrindo novas portas de onde a planície se avista.

É esta visão que se pretende mostrar com o Luar da Namorosa, e com ela, com estes novos alentejanos que também hoje povoam as terras da planície e que resistem à erosão dos novos tempos e da interioridade, demonstram a vitalidade do seu povo, a sua juventude e criatividade, perpetuando os cantes pela vasta planície.

Galeria de Imagens

Voltar

Newsletter
Subscreva a nossa Newsletter e fique a par de todas as novidades!